quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Carlos Portugal [2]

Carlos Portugal
Carlos Portugal [2]
Alvorada / Rádio Triunfo LP-S-50-58
1969
LP

1. Portugal Também Se Dança (Carlos Portugal)
2. Mensagem de Lisboa (Carlos Portugal)
3. A Rima do Lavrador (Carlos Portugal)
4. Canção à Póvoa (Carlos Portugal)
5. Lei de Rei (Carlos Portugal)
6. Passam Moças (Carlos Portugal)
7. O Visconde d'Aire (Carlos Portugal)
8. Mandei Dizer-te (Carlos Portugal)
9. Ó Jardineiro (Carlos Portugal)
10. Na Estrada P'rá Cidade (Carlos Portugal)
11. Canção de Ramiro (Carlos Portugal)
12. Minha Infância (Carlos Portugal)

Carlos Portugal: voz, guitarra
Pedro Osório: arranjos, direcção de orquestra
Sílvio Pleno: arranjos, direcção de orquestra

Depois de alguns EP's e de um curioso e prometedor 1º LP em 1968 - facto invulgar para a época - o músico viseense Carlos Portugal bisa no ano seguinte com este segundo e último LP. A sua obra não termina aqui, no entanto, continuando até inícios dos anos 70 em trabalhos que ora se aproximam dos cantautores ora do pop rock. Carlos Portugal é, sem dúvida, um nome a redescobrir.

5 comentários:

Fantomas disse...

Por acaso prefiro o 1º lp dele. Algumas musicas com uma sonoridade bem estranha!

bissaide disse...

Sim, totalmente de acordo. Pus o 2º apenas por ser de 1969 ;-) Há ainda uma música do Carlos Portugal, "Balada a um Irmão", de 1968, dedicada ao irmão exilado no Canadá, cujos 30 segundos iniciais parecem uma tripe ácida em África. Isto apenas com a voz do cantor e a guitarra! Acho que falámos disso uma vez, não foi?

Fantomas disse...

Acho que sim! Infelizmente, o 1º lp dele apanhou calor a mais e ficou num lindo estado :(

bissaide disse...

Ok, se o voltar a encontrar não me esqueço então! Ou então gravo-te o som do meu.

Eduardo F. disse...

Nunca ouvi o Carlos. Mas deve ter canções bem bonitas.

(Ahah, esta frase parece aquela d'"Os Maias", a única que faz referência, denunciando a tão pouca importância da sua figura, ao rei. Aquela em que uma mulher lá na corrida de cavalos (acho...) diz:

"Tiene cara de ser muy buena persona"
(algo assim, ahah)

Abraço.